Introdução

Pela primeira vez, a Ação Juvenil da MISEREOR/BDKJ foi planejada em conjunto com o país parceiro da Campanha de Quaresma.  A Ação Juvenil conta com a cooperação de três associações de jovens no Brasil. Enquanto no Brasil se escolheu o tema “Direito à Água”, a Ação Juvenil alemã persegue uma abordagem mais genérica com os temas “Direito e Justiça”. O lema da Ação Juvenil da MISEREOR/BDKJ 2016 é “BASTA! É nosso direito!” Jovens da Alemanha e do Brasil reivindicam conjuntamente seus direitos. Pretendemos que os jovens formulem seus direitos e que determinem seu futuro. Se os políticos falam de sustentabilidade, também têm de ouvir os jovens, porque eles são o futuro. Nesta página inicial há muitas informações sobre o Brasil e sobre os temas da Ação Juvenil, inclusive palavras e impressões de jovens brasileiros e alemães e diversas possibilidades de participação. Esperamos que apreciem esta Ação Juvenil!

Concorrência de músicas

Defendam os vossos direitos e a justiça! Aqui podem expressar-se musicalmente. Digam ao mundo o que vos mete raiva, mas também o que vos motiva. É assim que funciona: componham a vossa canção sobre justiça, façam um videoclipe e carreguem-no aqui, respeitando as condições de participação e a autorização de uso de imagem. Dos clipes apresentados serão premiados 5 bandas do Brasil e 5 da Alemanha, cujas canções serão gravadas em um estúdio profissional.

Fotos

Registem fotograficamente os vossos direitos! Aqui podem carregar fotos que mostram quais direitos de crianças são particularmente importantes para vocês e o que vocês defendem. Mostrem com uma foto o que vocês querem mudar e onde vocês acham que um direito esteja bem realizado. Uma perspectiva geral dos direitos da criança está espelhada na coluna Materiais, ver aqui em alemão e aqui em Português.

Entrevistas com jovens brasileiros e alemães

Aqui apresentam-se jovens brasileiros e alemães. Como vivem e quais são as suas predileções? Como estão implementados os direitos da criança no seu país? O que desejam para o futuro? Como é que eles próprios defendem os seus direitos e os direitos dos outros? Saibam-no aqui nos clips.